Secretário de Governo de Mariana é detido em Operação da Polícia Civil

8 de setembro de 2016 - 10:12 | por Arley Malacarne
Secretário de Governo de Mariana é detido em Operação da Polícia Civil
Mariana
0

As primeiras informações obtidas na manhã desta quinta-feira (08) dão conta da Operação da Polícia Civil na cidade de Mariana-MG, para cumprir mandados de busca e apreensão de documentos e condução coercitiva de servidores públicos.

Por volta de 6:00 da manhã a Polícia Civil arrombou a casa do Secretário de Governo e Relações Institucionais, Edvaldo Andrade que seria um dos integrantes de uma quadrilha montada na Prefeitura para desvio milionários de verbas ligadas a Cooperativas de Veículos contratadas no Governo do atual prefeito, Duarte “Du”.

A quantia de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) teria sido encontrada na casa do Secretário e levado pela Polícia.
A polícia civil conduziu para a delegacia Edvaldo Andrade, que poderá ser encaminhado ao presídio após prestar depoimentos. Edvaldo é do mesmo partido do candidato à reeleição, o PPS, e é irmão dos empresários sócios da Padaria Andrade que tem ganhado contratos milionários do Município de Mariana.

O prédio da prefeitura foi tomado pelos policiais e somente a entrada de funcionários estaria autorizada. Seguem as buscas e apreensões de documentos (Veja vídeo da Operação na sala do Secretário).

 

Segundo informações a quadrilha conta a participação de outros servidores públicos e parte das verbas desviadas seriam para financiar a campanha eleitoral do candidato à reeleição do candidato Du e seu vice Newton Godoi. O prefeito também estaria sob investigação e poderá ser preso se as investigações avançarem no sentido de ele ser o mandante ou beneficiário do esquema.

Du já acumula em pouco mais de um ano de governo, ações judiciais de improbidade administrativa e responde na justiça eleitoral pela prática de abuso de poder para a obtenção de vantagens indevidas nas eleições de 2016.

Na semana passada, a polícia teria realizado também, 54 mandados de busca e apreensões de materiais de construção com ligação ao candidato DU, à sua esposa que também é secretária de Assistência de Social e os vereadores João Bosco e Geraldo Sales, o “Bambu”, num esquema de compra de votos.

Contato com a assessoria do Prefeito foi tentado sem êxito e no comitê político do candidato “DU”, do PPS, ninguém estava autorizado a passar informações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *