OuroBier – Primeiro Festival de Cervejas Artesanais de Ouro Preto será nos dias 15 e 16 de abril

10 de abril de 2017 - 14:39 | por Sergio Sanches
OuroBier – Primeiro Festival de Cervejas Artesanais de Ouro Preto será nos dias 15 e 16 de abril
Entreterimento
0

Dias 15 e 16 de abril (Sábado de Aleluia e Domingo de Páscoa), a cidade de Ouro Preto sedia a primeira edição do OuroBier, que promete se tornar um dos mais disputados e agradáveis eventos cervejeiros de Minas Gerais. O OuroBier tem como foco principal a cerveja, mas as atrações incluem boa música, exposição de moda, palestras sobre o mercado cervejeiro e outras surpresas mais.

O festival vai oferecer mais de 100 rótulos de grandes lojas e cervejarias como: Verace, Falke Bier, Brüder, Lamas Brew Shop, Krug Bier, Cervejaria Loba, Dunk Bier, Prússia Bier, Aleluia Bier, Mantrap, Furst, Casa Olec e Backer, entre outras. A expectativa de público é de 20 mil pessoas. Em breve será anunciada toda a grade de shows dos dois dias de evento. haverá uma superestrutura com praça de alimentação coberta.

Segundo Júlio Füzessy, realizador do evento, “Ouro Preto é uma das mais importantes cidades históricas do Brasil, porque mostra a força cultural de Minas. Explorar a qualidade dos nossos produtos para o mundo em um cenário único e original é o nosso foco. Estamos na expectativa por ser o primeiro ano, mas será um grande evento com certeza”. A Semana Santa em Ouro Preto recebe tradicionalmente um grande gama de turistas e a realização do festival (logo após o fim da Quaresma) promete marcar a cidade e se tornar parte do calendário anual.

 

Cerveja & Gastronomia

O Buffet Flávia Barbosa assina o cardápio do Ouro Bier e apresenta opções de pratos individuais e porções voltadas para o público apreciador da boa comida mineira e também a gastronomia típica alemã. O menu inclui delícias como o tradicional feijão tropeiro completo, o salsichão típico da Alemanha e chucrute, espaguete a bolonhesa, bolinho de bacalhau, porção de linguiça artesanal e de torresmo. Na mistura entre Minas e os germânicos, ainda tem a típica salada de batata alemã, joelho de porco e kassler. Como o festival é direcionado a toda família, as crianças também terão quitutes e doces para aproveitar. A área de alimentação terá espaço próprio em local coberto, com mesas e funcionários para atender a todos com o máximo de conforto.

 

Cerveja & Informação

O mercado cervejeiro brasileiro e, especialmente o mineiro, está em ebulição e conhecer melhor sobre os processos de produção, técnicas e novidades é um dos pontos altos do OuroBier. No sábado (15/04), das 14h às 18h, quatro palestrantes conceituados no cenário cervejeiro vão ensinar e debater sobre o mercado em geral. As inscrições podem ser feitas na hora para iniciados e interessados em conhecer mais sobre cerveja.

Princípios e técnicas da fermentação das cervejas Sauer é o tema do palestrante Jamal Awadallak, responsável pelo projeto Beer School, que vai focar tanto no processo artesanal (homebrewer), quanto no industrial. O professor, sommelier e mestre cervejeiro da Hofbräuhaus no Brasil, Carlos Henrique de Faria Vasconcelos, vai falar sobre técnicas de lupulagem e Dry Hopping. Túlio Pinto da Silva, mestre cervejeiro e sócio proprietário da Cervejaria Verace, apresentará uma palestra sobre produção cigana: o que é, como funciona, as modalidades que existem, vantagens para as fábricas e produtores e os maiores desafios. E o pesquisador e professor da UFOP, Rogelio Lopes Brandão dará uma pequena aula sobre a utilização de leveduras originárias da produção de cachaça e sua aplicação na produção cervejeira.

Cerveja & Moda

Moda e cerveja também se harmonizam e o Ourobier quer provar isso ao trazer ao Centro de Convenções de Ouro Preto uma exposição especial, produzida pelos alunos do curso de Design de Moda da Universidade Fumec. Durante os dois dias, serão expostos 15 looks criados especialmente para a ocasião, em linho e algodão, com estampas de tendências e produtos relacionados ao mundo da cerveja. Segundo o organizador e coordenador do curso, professor Antônio Fernando Santos, serão apresentados aventais, jogos americanos, camisetas e outro itens que podem ser utilizados por todos no dia a dia.

Cerveja & Música

Além dos deliciosos pratos típicos, nada harmoniza melhor com uma boa cerveja que boa música. As atrações selecionadas incluem oito bandas, performance do DJ Hugo Santiago durante todo festival e uma Bier Lounge Boate, no sábado à noite (23h às 4h), com a participação de diversos DJs convidados. Hugo Santiago é detentor de um estilo próprio e uma apresentação arrojada, que navega entre as vertentes da Black Music, passeando tranquilamente pelo Flash Black (anos 70/80 e 90), Rap Nacional, Internacional Trap Music, entre outros estilos. Confira abaixo as bandas que se apresentarão no primeiro OuroBier:

 

15 de abril – a partir das 12h

Blues Horizonte Band (Blues R&B)

A Blues Horizonte Band é a fusão de experientes músicos do cenário musical mineiro, formada por Bruno Marques – guitarra, Lu Mattos – voz, Raphael Negromonte – baixo e Marcelo Ricardo – bateria. A sua proposta é interpretar o blues, soul e funk de forma intensa e valorizando as principais características do estilo. No setlist, clássicos de BB King, Etta James, Koko Taylor, Muddy Waters, Robert Johnson, Eric Clapton, Albert King, Little Water, Freddie King, entre outros.

 

Audergang (Blues Rock)

Idealizada pelo guitarrista Auder Júnior, a Audergang tem se consolidado como um dos grandes expoentes do Blues no cenário musical brasileiro e possui dois álbuns “Soul to Shuffe” e “Blues for the Blues”. Ela é formada por Sandro Veríssimo (teclado), Auder Júnior (guitarra e voz), Luís Cláudio (bateria e voz), Brazza (baixo e voz) e Osmar Souza (harmônica e voz). Em setembro de 2016, a Audergang abriu o show do inglês Glenn Hughes (ex-vocalista e baixista do Deep Purple) no Music Hall, em Belo Horizonte.

 

Alexandre da Mata & The Black Dogs (Rock/Blues)

Após diversos projetos musicais, Alexandre da Mata fundou a banda para apresentar sua vertente mais autoral. Influenciada por clássicos como Rolling Stones, Creedence, Jimi Hendrix, SRV, Led Zeppelin, Buddy Guy, Eric Clapton e ZZ Top, a banda flutua entre o rock e o blues para construir identidade própria. Suas composições e versões são recheadas de riffs memoráveis, solos virtuosos e vocal marcante. A banda mineira já foi destaque do Festival Internacional Ibitipoca Blues, em 2013, e se projeta como uma promessa nacional.

 

Legião V (Legião Urbana)

Com profissionalismo e irreverência a banda busca agradar cada vez mais o público fã da Legião Urbana através da interpretação dos seus maiores sucessos. Com um espetáculo de peso, presença de palco e suavidade, paradoxo expressivo do conjunto no sentido de manter viva a obra de uma das maiores bandas de rock do país, sua trajetória vem marcando um histórico com mais de 100 shows realizados em mais de 15 cidades nos últimos meses.

 

16 de abril – a partir das 12h

 

Papagaio Elétrico (poprock)

Banda formada em Belo Horizonte, com a proposta de tocar em seus shows apenas músicas oriundas de grupos que fizeram história no rock/poprock nacional durante a década de 1980, tais como Legião Urbana, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Ultraje a Rigor entre outras. Já participou de grandes eventos como ExpoCachaça, Exposição Agropecuária de São João Nepomuceno, Aniversário de Belo Horizonte, Brumadinho Gourmet 2105 e shows nas principais casas de Belo Horizonte e interior

 

Little Trouble (Rock e Blues)

O Little Trouble nasceu em 2007 com a intenção de levar aos palcos clássicos do Blues e Rock n’ Roll, sempre com muita energia e personalidade. A banda apresenta sucessos de todas as épocas, desde artistas como Chucky Berry, Jimi Hendrix, Stevie Ray Vaughan, The Doors, Jerry Lee Lewis, Eric Clapton entre outros, no melhor estilo Power Trio. Seus integrantes são Paulinho – little Paul – Reis (guitarra e voz), Marcus Marangon (baixo e backing vocal) e Robert Zimmerman (bateria e backing vocal).

 

Machaka (Blues Rock)

Machaka é uma banda que busca a sonoridade do bom Blues negro. Com groove sólido, voz rouca, e guitarras eletrizantes, cantam canções que envolvem e agradam os mais diversos públicos. Seus shows são para ouvir, e dançar. Atualmente a Banda é formada por: Leo Machaka (guitarra), Leandro Borges (vocal/guitarra), Raphael Negromonte (baixo) e Marcelo Ricardo (bateria).

 

Leonardo Uoya Trio (Blues Soul)

Natural de São Paulo, Leonardo surge no cenário musical de Blues, R&B e Soul Music nacional com a proposta de apresentar os gêneros musicais norte americanos com diferencial entre a combinação grave do contrabaixo e a expressão da voz. Há dois anos, o músico paulista está produzindo e apresentando seu material pelo underground paulistano. Em 2017, está divulgando seu primeiro CD lançado o “Mojoman”, em diversos estados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *