Operação Primaz de Minas: Novas ações do MP cercam distribuição ilegal de materiais de construção

15 de setembro de 2016 - 14:15 | por WWFA
Operação Primaz de Minas: Novas ações do MP cercam distribuição ilegal de materiais de construção
Mariana
0

A distribuição de materiais de construção pela Secretaria de Ação Social, junto com a Secretaria de Governo de Mariana, deve gerar ações judiciais por atos de improbidade administrativa, captação ilícita de votos e abuso de poder contra o prefeito Du, sua esposa e secretária, Regiane Gonçalves e os vereadores Geraldo Sales (Bambu) e João Bosco  Ibrahim, candidatos à reeleição.

Os processos são oriundos de apurações prévias do Ministério Publico (MP) que originaram duas ações de busca e apreensão de materiais de construção que teriam sido indevidamente distribuídos pelos réus, realizadas no início de setembro.

Segundo o MP, nos meses entre junho a agosto deste ano, um esquema teria sido montado para proporcionar apoio político e captação ilícita de voto.

A ação aponta que vereadores da base aliada do prefeito Du repassaram listas com nomes de pessoas para a Secretária de Assistência Social que, por sua vez, providenciava a entrega de materiais de construção como telhas, cimento, padrões, caixas d’água e tijolos, sem adotar critério sócioeconômico no atendimento às famílias.

Foram constatados 44 casos suspeitos e, para comprová-los, foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão no processo n. 249-92.2016.6.13.0171 da 171ª Zona Eleitoral da Justiça eleitoral. Nesse processo, em nove residências foram localizados os materiais de construção relatados na denúncia que tornaram réus Du, sua esposa, o vereador Bambu e os beneficiários dos materiais de construção.

Já no processo n. 248-10.2016.6.13.0171 foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão. Em doze residências fatos idênticos aos relatados acima, ocorreram. Além do prefeito Du e Regiane, tornaram-se réus o vereador João Bosco e os beneficiários.

Segundo a promotoria, as medidas judiciais cabíveis, em cada área, já estão sendo concluídas e, em breve, serão comunicadas ao público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *