Lazer e passeio motivam turismo em Minas

1 de dezembro de 2017 - 11:56 | por Redação
Lazer e passeio motivam turismo em Minas
Minas
0

A primeira imagem que os visitantes  lembram quando se fala “Minas Gerais” está relacionada à gastronomia, de acordo com dados de pesquisa de Demanda Turística, da Secretaria de Estado de Turismo ( Setur-MG)

Cerca de 30% dos visitantes colocaram o tema, á frente de cultura ou aventuras.

O  pão de queijo ganhou destaque com 41,5%, seguido pelo queijo, com 23,5%. Entretanto, Minas Gerais já tem marcas garantidas por meio de suas montanhas/serras (12,4%) e continua sendo um destino importante de forma cultural (11,1%).

Além dos próprios mineiros que visitam Minas Gerais, totalizando 60,2% das visitas, os dados mostram que os estados de São Paulo (17,6%) e Rio de Janeiro (9,3%) estão no topo da lista de quem escolhe as terras mineiras como destino.

Lazer/passeio continua sendo a principal motivação das viagens de turistas que vêm a Minas Gerais, somando 39,9%. As visitas a amigos e parentes se encontram na sequência, com 28,1%, e logo em seguida é possível relacionar os motivados pelos negócios, com 15,5%.

Dentre as pessoas que viajam motivadas a lazer/passeio, 45,3% buscam o turismo cultural. Os que desejam o contato com a natureza – ecoturistas – representam 35,7%.

 

Circuitos e serviços

Para quem está planejando uma próxima visita aos destinos mineiros, alguns dos circuitos mineiros estão na lista de interesses. O Circuito Serra da Canastra segue na liderança, com 19,3% (Araxá, Perdizes e São Roque de Minas são alguns municípios que compõem o circuito).

O Circuito dos Diamantes, dessa vez, ficou com 16,5% das intenções, tendo os municípios de Diamantina e Serro como destaques. Em seguida, o Circuito Belo Horizonte, com 15,8%.

Alcançando bons índices, o nível de satisfação que abrange os serviços ou dimensões turísticas, tais como segurança pública, qualidade de hospedagem, opções de lazer e entretenimento, hospitalidade, gastronomia/restaurantes dentre outros, teve uma média de 8,2 num total de 10, representando um aumento de 4,3%, quando comparado com 2014.

Com as maiores avaliações, destacaram os serviços de hospitalidade (8,9), gastronomia/restaurantes (8,8) e qualidade da hospedagem (8,8) com as maiores avaliações. Os pontos de melhoria foram observados nos preços em geral (7,4), transporte público (7,4) e na sinalização e informação turística (7,4).

Quando perguntados se a viagem a Minas atendeu às expectativas, 87,9% das pessoas afirmaram que as expectativas foram atendidas plenamente ou foram superadas.

O tempo médio de permanência no estado durante o período destacado foi de 6,7 dias. Comparando o valor com 2014, ano da última pesquisa, nota-se um crescimento de 25,8%, quando os visitantes permaneciam 5,3 dias em média.

Já o gasto médio dos visitantes durante a viagem é de R$704,10, um aumento de 11,7% quando esse valor é comparado aos resultados de 2014. Dentre os visitantes que mais gastam em Minas Gerais, destacam-se aqueles que vêm ao estado a negócios (R$1.112,21), lazer (ecoturismo: R$474,02/turismo cultural: R$415,79) e os que visitam amigos e parentes (R$430,76).

As informações foram recolhidas por meio de aplicação de 7.365 questionários em 39 municípios mineiros determinados de forma estratégica para o turismo no estado. A margem de erro é de 2%. A análise prioriza também compreender as motivações e as expectativas de quem visitou as mais diversas regiões de Minas Gerais.

Para o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, a Pesquisa de Demanda Turística, que é realizada periodicamente desde 2006, é essencial para traçar estratégias de gestão e para conhecer melhor os gargalos e as necessidades dos turistas.

“O estudo fornece uma série histórica de grande importância para análises estatísticas, gerando dados concretos do turismo mineiro. Assim, conseguimos criar políticas eficazes para as atividades que envolvem o setor alcançando resultados positivos em demandas desenvolvidas pela nossa equipe”, diz o secretário.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *