Efeito Narciso: imagem provocativa mina Aécio

15 de junho de 2017 - 20:49 | por Redação
Efeito Narciso: imagem provocativa mina Aécio
Brasil
0

A falta da ação da irmã, presa em Belo Horizonte, permitiu que Aécio Neves cometesse uma tolice, temperada com grande dose de vaidade.

Se não estivesse detida em função da grana do Joesley Batista, certamente Andrea Neves não permitiria a imprudência cometida pelo irmão e jamais seria   divulgada  a imagem da reunião com os caciques dos tucano, depois que Aécio Neves fora afastado do mandato de senador.

Além disso, jamais se diria que “que se tratou de debater votações no Congresso e  agenda política”.

Afastado pelo ministro do STF, Edson Fachin, a pedido do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, a divulgação da imagem soou como um ultraje, afronta, a gota d´água,  já se previa.

E não deu outra: a imagem é o eixo da argumentação de Janot, novamente, ao STF, para que o senador afastado seja preso.

Embora  a imagem refletisse uma emoção de velório, as expressões dos  senadores Tasso Jereissati, Antônio Anastasia, Cássio Cunha Lima e José Serra  eram de defuntos políticos ouvindo “ cobranças ou resgates  de compromissos”

“Não convém menosprezar a periculosidade de parlamentares corruptos do quilate de Aécio Neves, tampouco dos seus comparsas de longa data, pela mera constatação de que, muito embora graves, os crimes apurados na Operação Lava-Jato e nos seus desdobramentos foram praticados sem violência ou grave ameaça”, diz Janot na nova manifestação em que reitera ao STF o pedido de prisão do tucano mineiro.

 

Vale lembrar que Fachin havia determinado que o senador se afastasse do mandato, de qualquer função pública ou reunir-se com qualquer investigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *