Catas Altas planeja saneamento em 100% da zona rural

17 de Janeiro de 2018 - 21:05 | por Redação
Catas Altas planeja saneamento em 100% da zona rural
Catas Altas
0

A Prefeitura de Catas Altas planeja levar saneamento básico para 100% da zona rural. Uma das ações que visam atingir esse objetivo aconteceu no último dia 10 de janeiro, quando famílias da área rural assinaram um termo de adesão para participarem do projeto Rio Vivo desenvolvido pelo Comitê da Bacia do Rio Piracicaba (da qual o município faz parte) através do Instituto Bio Atlântico (Ibio).

O projeto tem o objetivo de melhorar os recursos hídricos nos municípios participantes da microbacia do Rio Piracicaba e vai atingir 150 propriedades de Catas Altas.

Para participarem, além dos proprietários terem que manifestar interesse com a assinatura do termo, os imóveis deveriam se enquadrar em alguns critérios, dentre eles, estarem localizados em uma das quatro microbacias validadas (Córrego Paciência, Córrego Mato Grosso, Córrego Valéria e Córrego Pirraça); estarem próximos das cabeceiras de captação; e terem menos do que quatro módulos fiscais, que compreende uma área de até 80 hectares.

O Rio Vivo prevê a expansão do saneamento rural (com a construção de fossa séptica para melhorar a qualidade da água); controle de atividades geradoras de sedimentação (com a construção de barraginhas e caixas secas e desassoreamento de rios); recomposição das Áreas de Proteção Permanente (APP) e de Nascentes (com cercamento de nascentes e plantio de árvores); e Cadastramento Ambiental Rural (CAR).

As famílias que assinaram o termo irão participar de um diagnóstico ambiental que vai acontecer no primeiro semestre deste ano. As ações propostas terão início no segundo semestre com previsão de finalização em 2020.

Saneamento em 100% da zona rural – Além das 150 famílias beneficiadas nas propriedades rurais através do projeto Rio Vivo, a Prefeitura vai fazer outras 45 fossas nos imóveis do Córrego João Alves, ainda em 2018, com recursos captados pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente através da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Somando as duas ações, serão quase 200 propriedades beneficiadas, atingindo quase toda a totalidade da zona rural de Catas Altas. “Se com estes dois projetos ainda não contemplarmos toda essa área, a Prefeitura vai fazer o que faltar com recursos próprios. Queremos ser o primeiro município do Brasil a ter 100% da zona rural com saneamento, despoluindo os nossos rios”, afirma o secretário de Agricultura e Meio Ambiente Reginaldo Nascimento.

Ações em prol do meio ambiente – além do saneamento rural, a Prefeitura tem realizado diversas ações em prol do meio ambiente. Depois de oito anos, o município voltou a ocupar uma cadeira titular no Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba (CBH-Piracicaba).

“Esse trabalho teve início na década de 90, foi interrompido por vários anos e, em novembro do ano passado, foi resgatado pela atual gestão. Com pouco tempo de retorno, já conseguimos diversas melhorias para a cidade”, completa Nascimento.

Outra ação é a parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para a realização de um diagnóstico da situação sanitária do município.

Rio Vivo – O projeto Rio Vivo trará muitos benefícios para o município, uma vez que, com a realização dessas ações nas propriedades contempladas, será possível aumentar a vazão dos cursos d’água devido à proteção das nascentes e à construção de bacias de contenção de água das chuvas e também devido à melhoria da qualidade das águas com a retirada e tratamento do esgoto nas áreas rurais.

Reflexos diretos e positivos também são esperados na saúde da população dessas localidades e, com isso, haverá diminuição dos recursos despendidos pelo poder público no tratamento de doenças vinculadas à má qualidade da água, que representam, de acordo com o Ministério da Saúde, de 80 a 90 % das doenças e internações no Brasil.

Foto: Miguel Sá

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *