Brumal: Expectativa, suspense, alegria e desilusão

6 de junho de 2017 - 15:19 | por Redação
Brumal: Expectativa, suspense, alegria e desilusão
Ambiente
0

O anúncio da decisão da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu “liminarmente os efeitos da decisão do Desembargador Relator do Agravo de Instrumento n.0317791-76.2017.8.13.0000 do Tribunal de Justiça de Minas Gerais”, foi recebida com aplausos por dezenas de pessoas que participaram das atividades do Dia do Meio Ambiente, entre elas representantes de empresas, comitês de bacia hidrográfica e entidades de pesquisa, no distrito de Brumal.

Várias atividades de campo com alunos de ensino fundamental e palestras envolveram centenas de jovens e adultos, além de líderes de setores, como associações de moradores, ambientalistas, ativistas culturais e representantes do poder público.

O que se perguntava era qual seria a posição do prefeito Léris Braga sobre a carta de anuência, principalmente depois do cancelamento da visita à Santa Bárbara de comitiva de deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que seria representada pelos deputados Roberto Andrade(PSB) e Gustavo Valadares(PSDB).

Sob a alegação de que o deputado do PSDB não poderia participar, à visita era creditada a possibilidade de novos caminhos que buscasse a negociação.

Isto fez aumentar o suspense da platéia presente em Brumal e sob aplausos e após esclarecer os novos paradigmas explicitados no Rota para o Desenvolvimento Sustentável, o prefeito anunciou que recebeu com extrema satisfação o deferimento da liminar a favor do município concedida  pela presidente do Supremo Tribunal Federal(STF), ministra Cármen Lúcia.

O prefeito lembrou que só recebeu a notícia após ás 18 h,  para  desilusão daqueles que imaginavam que a decisão seria só de Léris Braga e que acompanhavam atentamente os eventos,  de longe ou de perto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *