Alunos da rede municipal de Catas Altas apresentam trabalhos em feiras científicas

17 de outubro de 2017 - 11:08 | por Redação
Alunos da rede municipal de Catas Altas apresentam trabalhos em feiras científicas
Catas Altas
0

Os alunos da rede municipal de Catas Altas participaram ativamente, no mês de setembro, de feiras científicas, uma proposta inovadora que foi implantada neste ano no calendário escolar.

As crianças do maternal II e III da UMEI foram as primeiras a exporem seus trabalhos que foram relacionados a curiosidades.

A segunda escola a realizar sua feira foi a João XXIII, no distrito do Morro D’Água Quente, que reúne alunos do maternal ao 9º ano e EJA. No dia da apresentação, os estudantes mostraram um pouco sobre suas descobertas. Entre elas, a química do pão; como se faz gelo; mistérios da minhoca e das bolhas de sabão; dicas sobre o coração e o pulmão; densidades dos objetos; fontes de energia; e plantas fitoterápicas.

Já as crianças da educação infantil da Chapeuzinho Vermelho tiveram a oportunidade de expor seus conhecimentos sobre os animais. Após vários processos de investigação, eles escolheram alguns relacionados a vivência local e, durante a feira, puderam mostrar para seus familiares e comunidade algumas curiosidades e hábitos de animais, como pintinhos, galinhas joaninhas, formigas, minhocas, entre outros.

Fechando o período das feiras científicas, os alunos da Agnes Pereira Machado também levaram para Catas Altas um pouco do que desenvolveram durante o projeto. Entre os trabalhos apresentados estavam: grupos sanguíneos;usinas hidrelétricas; Chapada do Canga; cores dos alimentos; investigando os vulcões; conservação dos alimentos;por que os vagalumes brilham no escuro?; experimento do Osso flexível – a importância do cálcio em nosso corpo; e Diabetes – cuidados e prevenção.

Para realizar as feiras, professores e estudantes trabalharam em sala de aula e em campo, envolvendo diversas etapas do aprendizado, como investigação, interpretação e produção de textos, e utilizaram a interdisciplinaridade para a produção dos trabalhos.

Pela avaliação da Secretaria de Educação, os resultados foram positivos e todas as pessoas se envolveram muito com o projeto. Além disso, foi uma oportunidade para que os alunos pudessem desenvolver suas habilidades cognitivas voltadas para a pesquisa e argumentação científica.

A intenção é que no ano que vem, o trabalho seja realizado novamente na rede municipal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *